Fair far

I looked straight to your eyes
Trying to mean something unsaid
I don't know quite well if you got it
I only know that when I tried to leave it explicit
My mouth shut.
My throat got full
And somehow even the air got stuck.
How should I accept that I left
If I couldn't say goodbye?

Compreende?

Faço descaso com relações
Materiais, espirituais
Entre mentes e corações
Junto de todos seus rituais
Não vejo mais sentido neles
Com não vejo nos toques em peles

Queria de novo sentir-me
Conectado a qualquer coisa;
Menina, arte
Até a mim mesmo.

Conectado pela internet até o Japão
Mas sem sentido
Não sinto-me nem comigo
Quem dirá com meus semelhantes

Eles são?
Alguns parecem
Mas se assemelham?

Nenhum deles lê e entende

Tentar sequer tentam
Perguntam tudo bem pela próxima pergunta

O caderno nunca foi material
Mas sim entidade
Me conectei de forma tal
A escrever e ter idade
E ver no poema que escrevi
Que alguém me compreende ali.

-R.C.

Gratidão à obra

Tem dias que levantar da cama é só a primeira vitória
Enfiar algo na guela é por sobrevivência
Se depender de mim só como na última ceia
Pronto pra ir pra cruz

Há momentos que o sol é a desgraça
Por me lembrar que vivo
Que ando, sento
Não só existo

Até olhar no espelho é difícil
Olhar alguém odiado
Que não para de seguir e imitar

Minha única salvação
Acho que foi a poesia
Sem ela já tinha sido levado à muito.

-R.C.