Correntes

Livre de amarras, raízes
Eu vou onde quero
Ainda preso nos teus dizeres
Me espere que te espero

Livre para pensar nestes ares
Democracia no ponto singelo
Mas penso em outros pares
Eu imitaria o grande Nero

Liberdade suficiente
Pra beijar qualquer um
Mas que tua boca me alimente

É meu desejo comum
És livre pra ser experiente
Quero que não tente nenhum.

-R.C.