O Futuro

São fios grisalhos ao espelho?
Na barba à fazer e cabelo feito?
Não, só maldito efeito
Da vontade de ser velho

Ah, como temo a juventude
De mim tudo toma
Mesmo em sua plenitude
Vejo esse sintoma

Fugazes relações
Frágeis relacionamentos
Escoando por ser jovem,
Ainda mais vem
Com ou sem ações,
Substituição terá seu momento

Espelho, espelho meu
Os grãos que lhe fizeram,
São os que me faltaram
Ou é engano meu?

Se não faltaram, faltarão
Se não caíram, cairão
Se sumiram, explicação
Demando, compreenção

A caminhada fará mal
Estarei pronto
Mesmo que meu ponto
Seja o final.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s