Paixão de ônibus

Assim como quem me olha
Não deve ver poesia
Eu a ela olhava
E constatava calmaria

Nem acreditei no que ouvia
Aquela moça que passava
Tinha fones nos quais estava
Escutando musicas com tal bateria

Rock pesado, muito bom
Mas não imaginava tal menina
Ouvindo heavy metal em tal som

Perguntei porque, disse que não
Havia melhor, desatina
Os achismos só com aquele tom!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s