Transporte privado

O trem de ouvido
Que sem ser chamado
Sem medo de ser inxirido
Se mete em tudo
Cem em cem usam de escudo
Deixam o externo mudo
Parece até absurdo;
Um monte de surdo
Voluntário pra largar o mundo
Não sei se surto
Parece tudo morto
Bando de quieto
Mas dentro tá inquieto
Não me meto:
Se sai porque tem medo
Não me intrometo
Só acho meio cedo
Pra humanidade largar o credo
No outro
Pra ficar ali alheio
Com tantos no meio
Tudo solto
Dentro de um trem
Com o trem de ouvido

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s