Temátematica

A inquietude de minha cabeça
Me obriga a redigir
Mas para que um bom poema cresça
Uma boa idéia deve surgir
Não consigo mais escrever algo bom
Que ao ouvir acerte o tom

As rimas não necessárias
Fazem a minha escrita quase impossível
Mas todos os poemas tiveram cesáreas
Com um fim indiscritível

Confuso como aquela nuvem
Rápida, decidida e trovosa
Tento, e toda hora vem
Uma ideia fervorosa
Mas escapar ela sempre tenta
Textos perdidos mais de cinquenta

Inspiração não acho problema
Para isso basta música, amores e caminhada
O grande xis é meu tema
Para este não acho nada

A calmaria de minha mão
Me obriga a pensar mais
Mas o bom poema sai não
O barco continha no cais
Ele navega no mar do meu universo
E nem consigo tirar dali um verso

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s